O CEO da Zoom responde a questões de segurança e privacidade falhas no sistema

O aplicativo de transmissões ao vivo nunca foi tão utilizado no Brasil e no mundo como tem sido nos últimos dias em decorrência da Pandemia do Coronavírus, seja por empresas e universidades. Segundo a plataforma, atingiu a marca de 200 milhões de usuários. Mas, fato e que muitos não esperavam e o que o sistema tivesse muitos problemas relacionados a segurança e privacidade que só tornaram publico após o seu boom!

Aparecendo diante de um pano de fundo que dizia “nos importamos” com a imagem de um planeta Terra em forma de coração, o CEO da Zoom, Eric S. Yuan, disse na CNN no domingo que, apesar dos recentes problemas de segurança da empresa, suas “intenções são boas”.

“Mudamos rápido demais … e tivemos alguns erros”, disse Yuan em entrevista ao Brian Stelter da CNN. “Aprendemos nossas lições e recuamos um passo para focar na privacidade e segurança”.

Yuan disse anteriormente ao Wall Street Journal que ele “realmente estragou o cargo de CEO” e que sentia “uma obrigação de recuperar a confiança dos usuários”.

O zoom foi alvo de assédio, conhecido como Zoombombing, onde convidados indesejados invadem uma reunião. E está repleto de problemas de segurança , a ponto de a empresa anunciar em 2 de abril que estava pausando as atualizações de recursos por 90 dias para se concentrar em privacidade e segurança,

Mas as preocupações de segurança com o Zoom obrigaram alguns distritos escolares, incluindo a cidade de Nova York, a proibir a plataforma de videoconferência para aulas on-line, informou Washington Post . O Departamento de Educação da cidade de Nova York disse aos professores que não devem usar o Zoom e ministrar aulas usando o serviço rival Microsoft Teams, de acordo com o Post .

Referente as melhorias do sistema, ele afirmou que:

“Ainda estamos trabalhando juntos com eles”, disse Yuan no domingo, no sistema escolar de Nova York, acrescentando “Queremos que o Zoom seja uma empresa que prioriza a privacidade e a segurança”.

1491

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.