Produtos licenciados de produções da Netflix serão vendidos pelo streaming em e-commerce exclusivo

Chance de conseguir camisetas oficiais, bonés e outros

Mesmo sendo a líder do serviço de streaming de séries e de filmes no mundo, a Netflix tem sentido a necessidade de diversificar os seus negócios e a sua nova aposta é em nada menos que uma loja virtual.
Sem previsão de quando ela estará habilitada no Brasil, o seu nome será Netflix.Shop e o objetivo é colocar à venda peças oficiais baseadas nas suas produções originais.
No momento, o projeto do e-commerce está sendo desenvolvido e não se sabe se haverá preço especial para os assinantes do streaming ou se será cobrado um valor único pelas peças.
Outra dúvida é se o Netflix.Shop será uma plataforma somente para desktop ou se o e-commerce também terá a sua versão mobile. Esta última opção é muito provável, já que o streaming tem aplicativo para tablet e smartphone.
De qualquer maneira, os primeiros consumidores a descobrir tudo isso serão os norte-americanos, já que a loja exclusiva da Netflix ficará disponível, em um primeiro momento, unicamente nos Estados Unidos.

Criação de peças baseadas em suas séries e filmes não é novidade

Na verdade, quem navega um pouco pelos grandes e-commerces sabe que os itens licenciados do streaming não são uma novidade: qualquer pessoa já consegue levar para casa itens especiais das suas produções favoritas, bastando procurar em sites de compra.
Porém, o fato de o streaming estar preparado uma loja própria deixou muita gente surpresa, inclusive porque sites como a Amazon costumam ter boas vantagens para os assinantes em suas compras e não dá para saber se a Netflix.Shop fará o mesmo.
Não se sabe quando os norte-americanos terão o e-commerce da Netflix à disposição e, por isso, pode ser que ainda demore bastante para ele chegar aos brasileiros também.

Menos assinantes: a Netflix está perdendo dinheiro?

O fato de uma plataforma de streaming ter o interesse de abrir uma loja própria é algo inédito e, provavelmente, os concorrentes ainda não tinham considerado fazer o mesmo.
Por isso, muita especulação começou, mas o motivo para essa decisão da Netflix pode ser mesmo financeiro: apesar de ainda ter lucrado 24% nos seis primeiros meses desse ano, é visível que cada vez menos pessoas se tornam assinantes da plataforma.
Um dos primeiros motivos é o surgimento de outros streamings que também têm conteúdo atrativo: o Disney Plus é um exemplo, inclusive com séries muito comentadas, como a do Loki e a recentemente finalizada Wandavision.
Porém, pode haver outra razão: o fato de que a Netflix em si e as suas produções já não são algo novo para as pessoas.
Logo depois que foi lançada, todo mundo tinha interesse em se tornar um assinante porque era nova a possibilidade de escolher o que se assistir de forma totalmente autônoma. O lançamento constante de novas produções também chamava a atenção.
Agora, além de não ser mais assim, muitas pessoas já demonstraram ficar insatisfeitas com o conteúdo.

605

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.