Desenvolvimento sem código: Conheça a metodologia no-code

Mesmo com as evoluções tecnológicas e o surgimento de novas metodologias de desenvolvimento, os desenvolvedores são essenciais para as demandas de soluções tecnológicas de grande porte. Justamente por isso, houve o surgimento das metodologias low e no-code. Basicamente, o movimento no-code surgiu após a aderência do low-code, que propôs desenvolvimento com baixo uso de código, trazendo componentes prontos para que os profissionais de desenvolvimento utilizassem em suas aplicações, o que possibilitava além da customização, criação de novos elementos, caso fosse necessário.

Por sua vez, a metodologia no-code rompe com o uso de códigos no desenvolvimento, possibilitando a criação de softwares usando interfaces de modelos. Você não leu errado, é possível criar sistemas para a Web, arrastando  e soltando elementos em uma plataforma no-code. Além da redução de codificação, essa metodologia permite que idéias de soluções saiam do papel com mais velocidade. Sendo assim, pessoas não precisam se formar em áreas relativas a desenvolvimento ou TI para utilizarem no-code. Isso acaba abrindo espaço no mercado tecnológico,  para o citizen developer (desenvolvedor cidadão), promovendo um cenário de democratização do desenvolvimento de soluções.

Vantagens e Desvantagens do No-code

Nem tudo que reluz é ouro, então, antes de você deixar de lado os seus estudos de progração, perceba que todas as metodologias possuem vantagens e desvantagens, assim como limitações. Apesar de possibilitar o desenvolvimento rápido de soluções, sem necessidade de código e de forma mais econômica, o no-code fica limitado ás funcionalidades implementadas pela plataforma. Listadas abaixo, estão algumas vantagens e desvantagens:

Vantagens:

  • Produtividade da equipe – Profissionais que conhecem as regras de negócio podem auxiliar na concepção do projeto, dado que não é necessário ter formação em TI para utilizar a ferramenta.
  • Projetos adaptáveis – Adaptar mudanças e testar novas versões da aplicação é mais simples.
  • Redução de custos – Com a utilização do No-Code, a necessidade do envolvimento de muitos profissionais é reduzida.
  • Baixa curva de aprendizado – Para desenvolver projetos no-code, é necessário aprender a usar a plataforma.

Desvantagens:

  • Limitações de desenvolvimentoO desenvolvedor que se especializa em uma plataforma, fica limitado a ela e o que ela é capaz de solucionar.
  • Manutenção e atualizações – As manutenções de soluções pode se tornar um gargalo a medida que uma correção ou melhoria não puder ser realizada pela empresa fornecedora da plataforma.
  • Recursos socializados – As plataformas de baixo código são recursos compartilhados e isso também pode trazer desvantagens.

Plataformas No-code Para Você Reconhecer

Bubble – permite que você crie e lance sua startup digital sem precisar codificar ou contratar engenheiros. A plataforma sem código da Bubble permite projetar, desenvolver e implantar um aplicativo da Web em um só lugar, usando editor visual de arrastar e soltar e serviço de hospedagem na nuvem. Possui recursos de arrastar e soltar, modelagem visual, gerenciamento da implantação e módulos predefinidos.

Pipefy – é um software no-code de gerenciamento de fluxos de trabalho que capacita gestores a organizar e controlar seus processos sem necessidade de habilidades técnicas. Ao padronizar e automatizar fluxos de negócios, o Pipefy melhora a velocidade e a qualidade de suas entregas, além de proporcionar tomadas de decisão mais precisas e baseadas em dados. Possui recursos de arrastar e soltar, modelagem visual, gerenciamento da implantação.

Caspio –  é uma plataforma sem código para a criação de aplicativos de banco de dados online sem utilizar codificação. Ele inclui um banco de dados na nuvem integrado, um construtor visual de aplicativos, segurança de nível corporativo, conformidade regulatória e infraestrutura global escalável. Possui recursos de arrastar e soltar, modelagem visual, gerenciamento da implantação e módulos predefinidos.

Zoho Creator – usuários em todo o mundo criam aplicativos personalizados para gerenciar os exclusivos processos de negócio. Zoho Creator fornece ferramentas essenciais e toda a ajuda que você precisa para criar aplicativos personalizados, sozinho, independentemente de experiência técnica. Possui recursos de arrastar e soltar, modelagem visual, gerenciamento da implantação.

Programadores tradicionais e no-code

Claramente, depois de explanar essa metodologia de desenvolvimento, você deve no mínimo ter se questionado: Onde fica o desenvolvedor tradicional nessa história? E a resposta é… fica no lugar dele!

Entendendo o conceito de no-code, devemos também pensar que esse é apenas mais um recurso tecnológico disponível para desenvolvimento de soluções, e na maioria das vezes são usadas por empresas de grande porte, para produzir soluções menos complexas, de forma rápida, eficiente e econômica também para o cliente.

Sendo assim, o time de Dev’s fica focado em desenvolver soluções e projetos mais robustos dentro das organizações, tornando sua mão-de-obra mais valiosa para a empresa. Também podemos visualizar um cenário em que a empresas passem por escassez de profissionais desenvolvedores, então o no-code pode surgir como uma solução nesse caminho. De tal forma, o no-code não ameaça o espaço dos programadores no mercado digital, pode respirar tranquilo agora!

 

Referências: ITforum, Zeev, Capterra, CanalTech.

 

1812

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.